Influenciado pela carreira publicitária e editorial, onde no processo antigo, usavam-se réguas, compassos, curvas francesas e outros instrumentos para desenho técnico,
e pela facilidade de assimilação da matéria de geometria na escola,  Renats começou a desenvolver seus primeiros trabalhos artísticos com formas geométricas.

Mesmo inspirado no Cubismo de Pablo Picasso, Renats não enquadra  suas obras nesse estilo. Para ele o cubismo teve uma proposta muito além da sintetização das formas. 

Portanto  prefere denominar o seu estilo como geométrico figurativo, onde por meio de ângulos e círculos, surgem as imagens.

Na fase anterior, Renats trabalhava com tinta a óleo, dando volume e degradês às suas figuras. As formas de gotas também são uma constante nesta fase.

A partir de 2008, passou a pintar com tinta acrílica, usando tons chapados em suas imagens, adotando a  referência fotografica.

Para distiguir as duas fases ele batiza esta última de "fase B".

Estas duas fases são melhor explicadas  no menu acima "A fase Anterior" e a "Fase B"