Renats começou a sua carreira artística pintando com tinta a óleo.
Seu primeiro quadro  foi pintado em 1975, quando tinta 15 anos.
O estilo geométrico veio com os primeiros ensaios em 1980, já trabalhando como profissional nas artes gráficas.

Em 1987,  estréia o seu estilo geométrico figurativo na primeira exposição individual, na Galeria Espaço e Ideia, localizada no Shopping São Conrado Fashion Mall, Rio de Janeiro.
Nesse período, suas pinturas ainda eram lineares, isto é, mantinham contorno sobre as imagens. A Exposição, denominada "Seres que Sofrem", com grande destaque na mídia, mereceu comentários do Filósofo e Sociólogo Leandro Konder e do Crítico Literário Ivan Proença.

A partir daí, Renats veio aprimorando a sua técnica e em 1989, suas obras já não possuem mais contornos, valendo-se apenas do próprio volume e cores densas.
Outra característica desta fase, são as gotas. Elas são usadas com intenção de dar movimento às figuras.

Para Renats, as gotas usadas em suas obras, sugerem a gota
de suor: trabalho, de sangue / vitalidade e de lágrima /emoção, três elementos vitais do ser humano"...

O Ápice desta fase é a exposição em Zurique na Suíça ocorrida em 1998, onde além das pinturas, Renats utiliza os elementos geométricos também em suas esculturas.

Dois anos depois, em Portugal, Renats monta a exposição individual: "Sangue, Suor e Lágrimas",  com trinta obras expostas.